Tratar de assuntos pouco difundidos é um dos preceitos que sempre levamos em conta aqui no Razões e, quando são assuntos tabus, fazemos questão de mostrar, pois quanto mais falamos sobre tais temas, maior vai ser a difusão sobre eles.

Hoje vamos falar de um assunto muito comum, mas que pouca gente fala: incontinência urinária.

Dia 14 de Março é o Dia Mundial da Incontinência Urinária, que atinge um número bastante expressivo de brasileiros: 10 milhões de pessoas, sendo duas vezes mais comum em mulheres. Esse assunto não deveria ser tabu, pois ele é mais comum do que imaginamos, para vocês terem uma ideia a incontinência urinária acontece na mesma proporção que diabetes, totalizando 5% da população brasileira. Existe também um grande mito de que só idosos têm essa disfunção, o que não é verdade, ela acontece em pessoas de qualquer idade.

Estivemos hoje no evento sobre a conscientização da incontinência urinária que aconteceu no vão do MASP, na Avenida Paulista, em São Paulo – SP. Das 10h às 14h diversas pessoas puderam tirar suas dúvidas a respeito do tema, e se informar sobre as melhores formas de tratamento com profissionais de enfermagem e fisioterapia.

20160314_121703_resized

Havia pessoas segurando balões com a pergunta: “Você sabe o que 10 milhões de brasileiros têm em comum?”. E quem ficava mais curioso pra saber informações ia até a tenda.

A incontinência urinária é muitas vezes constrangedora, pois em alguns casos a pessoa não consegue segurar a urina ao fazer esforços como tossir ou espirrar, em outros casos, a vontade de urinar é tão súbita e forte que não dá tempo de chegar a um banheiro.

Conversamos com a fisioterapeuta pélvica que estava no evento, a Dra. Claudia Hacad, e ela explicou que muitas vezes as pessoas acham que é normal saírem “gotinhas” de xixi, e que não precisam fazer nada pra diminuir. Mas com o tempo a disfunção pode se agravar, e quem tem a incontinência tende a se isolar, principalmente os idosos, pois ficam com receio de acontecer e eles não controlarem.

Claudia disse ainda que existem diversos tratamentos para a incontinência urinária, e que a fisioterapia é a primeira opção por se tratar de uma opção não invasiva, mas que existem também medicamentos e uma intervenção cirúrgica que também são aplicadas.

escapou

O evento é uma iniciativa do Instituto Lado a Lado Pela Vida em parceria com a Bigfral, que, além das explicações sobre a incontinência urinária, levou médicos e enfermeiros para medir pressão, cintura e peso. O Instituto é o idealizador da campanha “Xi… Escapou!”, que é um programa de conscientização sobre distúrbios miccionais. Veja algumas fotos do evento:

IMG_0580 IMG_0604 IMG_0558 IMG_0571IMG_0532IMG_0465IMG_0472IMG_0593

Fotos: Divulgação

ap4

Leia mais em: http://razoesparaacreditar.com/saude/acao-na-paulista-conscientiza-sobre-a-incontinencia-urinaria-que-atinge-10-milhoes-de-brasileiros/#sthash.d9jHK7af.dpuf