kombucha-1074594_640A tradição do kombucha (pronuncia-se “kombutcha”) é milenar e acredita-se que seja originária da China. Rico em microorganismos vivos, o líquido tornou-se um item comum na geladeira de quem busca uma alimentação saudável, por conta de suas propriedades probióticas. Preparado a partir de chás adoçados —geralmente o preto, mas outros como o verde e o branco também funcionam, pode ser elaborado com outras infusões, como com hibisco e açúcar demerara.

O segredo para a transformação de um chá em uma bebida repleta de borbulhas e com leve acidez é a fermentação, que leva aproximadamente uma semana e é feita a partir de uma colônia de leveduras e bactérias. Os discos de textura gelatinosa, também chamados de scoby, são inseridos no chá pronto e os micro-organismos se alimentam do açúcar produzindo gás carbônico, ácido lático e outras substâncias benéficas ao organismo.

Características

É uma bebida probiótica rica em ácidos, vitaminas e açúcares simples. Ajuda a regenerar a flora intestinal.

Kombucha é uma bebida popular que em algumas culturas acredita-se ser um remédio natural para varios males, e que hipoteticamente promove a saúde e força física. Kombucha é uma colônia composta de microorganismos aglomerados em uma massa de celulose parecida com uma panqueca. Tal aglomerado simbiótico recebe o nome português de zoogleia ou biofilme.

Quando a colônia é colocada num recipiente contendo uma mistura do chá com o açúcar, transforma o líquido em uma bebida doce e azeda com uma fragrância frugal muito saborosa que pode fornecer diversos ácidos e nutrientes, excelentes para a saúde. A cultura de Kombucha se alimenta do açúcar e produz tais produtos finais que na bebida: o ácido glucurônico, ácido acético, ácido glucônico, ácido láctico, vitaminas, aminoácidos, e algumas substâncias antibióticas. Dentre outras substâncias, o álcool de 0.5% a 1% também é produzido, mas não caracteriza bebida alcoólica, caso a fermentação da bebida seja completa é formado o vinagre, que é rico em ácido acético produto da degradação do álcool pelas bactérias acéticas.

Composição

Abaixo está uma lista de alguns dos principais componentes encontrados no chá de Kombucha:

Várias enzimas, ácido acético, ácido carbônico, ácido fólico, ácido glucônico, ácido glucurônico, L(+) láctico, ácido de Usnic, aminoácidos (vários), ácidos hidróxidos (vários), vitamina B1 (tiamina), vitamina B2(riboflavina), vitamina B3 (niacina, niacinamida), vitamina B6 (pyridoxina), vitamina B12 (cobalamina, cyanocobalamina), vitamina C.

Ingredientes

– 1 colônia-mãe de kombucha (scoby)
– 2 litros de água, pode ser da torneira, mas mineral é melhor (SEM GÁS)
– 3 saquinhos de chá preto (ou 3 colh. (chá) de folhas soltas de chá preto)
– 1/2 xíc. de açúcar
– 1/4 xíc. de kombucha já fermentado (ou se não tiver, use  1 colh. (sopa) de vinagre de maçã para cada litro de chá)

Preparo

  1. Em uma panela, coloque a água e leve à fervura.
  2. Quando começar a ferver, adicione o açúcar e mexa por 5 minutos para dissolver bem.
  3. Desligue o fogo e adicione os saquinhos de chá ou o chá em folhas e misture bem.
  4. Cubra a panela com uma tampa e deixe descansar de 10 a 15 minutos.
  5. Retire os saquinhos de chá ou peneire com uma peneira de NYLON se tiver usado folhas soltas.
  6. Deixe o chá descansar até ficar em TEMPERATURA AMBIENTE.
  7. Coloque o chá dentro do recipiente de vidro e ponha o kombucha já fermentado (se for sua primeira fermentação e não tiver kombucha anterior, use 1 colh. (sopa) de vinagre de maçã para cada litro de chá).
  8. Misture.
  9. Com as mãos limpas, pegue o seu scoby de kombucha e coloque dentro do líquido.
  10. Cubra o recipiente com papel toalha ou voal e preda ao redor com um elástico de dinheiro.
  11. Coloque em algum lugar morno e escurinho, como dentro de um armário ou em um canto da pia longe da janela ou fogão.
  12. Deixe fermentar por 5-7 dias (ou ao seu gosto).
  13. Com as mãos limpas, retire a colônia mãe e filha e deixe em cima de um prato.
  14. Separe um pouco do kombucha para fazer a próxima fermentação.
  15. O resto pode ser envasado  e colocado na geladeira ou usado para fazer uma segunda fermentação para saborizar e/ou gaseificar.
  16. O fundo po recipiente pode ter um pouco de sedimento, que você pode retirar ou deixar por mais 2 ou 3 fermentações para ajudar no processo.
  17. Agora você tem uma bebida probiótica cheia de enzimas, ácidos orgânicos, vitaminas B, C, etc.

Pronto!

Fontes: Coisinhas da Barbara , Wikipedia e Folha de São Paulo