A iniciativa inovadora faz proposta de plantar temperos pelas calçadas e promoção ainda do cultivo de relacionamentos dos vizinhos pelo ambiente urbano. Ocorreu em um dia para Gabriela Nalon Andreatta, paulista, a decisão que desejava possuir uma horta na casa.

A complicação é que o local em que o sol incidia era sobre o lado exterior, pela calçada. Assim, qual o motivo de não plantar as próprias mudinhas pela frente do portão? Gabriela conta que ouviu as frases “As pessoas vão pegar seu manjericão, Gabi”.

E ela pensou, “mas eu não vou comer todo o meu manjericão. Aliás, seria legal se meus vizinhos e amigos pudessem compartilhar da minha horta”. E foi desta maneira que a jovem Gabi fez criação da Aorta Comunitária, projeto para estimular a plantação das mudas orgânicas de várias ervas pelas calçadas urbanas.

As pessoas que desejam adotar a hortinha vão receber tambor, na quantidade que desejarem, este tem instalação pela calçada e prossegue já preparado, apresentando adubo, mudas, drenagem e terra.

Se a alternativa for o cultivo de plantas no interior da casa, não há empecilho, porém, a pessoa deve manter quantidade de ervas do lado exterior, pois o intuito é incentivo da boa vizinhança.

São oferecidas também, pelo projeto Aorta Comunitária, as visitas para hortas, de época em época, desde que seja solicitado pelo indivíduo, e é encontrada no site uma série de vídeos apresentando dicas sobre o cuidado com a plantação. Tudo encontrado no canal próprio, através do YouTube.

 

Benefícios da Horta Caseira

Fazer o cultivo da própria horta é muito indicado e gera vários benefícios. Trata-se de ação mais econômica, pois é uma maneira low cost de conseguir complemento razoável à cozinha. E também é ação mais ecológica, sendo maneira de possuir um controle um pouco maior em relação à própria alimentação, e percebe-se ocorrendo tendência da expansão de hortas urbanas.

A horta caseira é ainda mais saudável. Não tem relação somente com a substituição dos alimentos cultivados com pesticidas pelos alimentos biológicos. É alteração imediata no que se come. Seja por praticidade ou variedade em ingestão dos vegetais que estão fáceis ao alcance das pessoas.

E a diminuição no consumo de sal é também fator importante, com sua substituição pelas ervas aromáticas. Assim, ter temperos frescos, legumes e verduras, a colher no momento, assegura qualidade superior dos nutrientes, e também bem mais frescor aos mesmos. As hortas caseiras são tendência ainda por livrar as pessoas dos agrotóxicos que são temidos.

Assim, reservar um espaço para plantar e colher alimentos do tipo pode gerar benefícios impressionantes para o consumo da própria família e comunidade. E ter uma horta caseira é idéia mais educativa também.

Ao viver nas cidades, os próprios filhos desta maneira ganham um pouco do contato com o ciclo da natureza, aprendendo sobre plantação, crescimento, como colher, e fragilidade daquilo que se consome.

Ao cultivar uma horta caseira se ganha também um passatempo singelo, pois dar vida e acompanhar o crescimento de um projeto mesmo que pequeno se caracteriza incrível maneira de usar o tempo livre. Pode ocorrer dificuldade no caminho, porém faz parte do desafio, sendo passatempo para compartilhar com a família inteira.

 


Also published on Medium.