A cidade de São Paulo recebe a segunda edição do Festival Afreaka, que acontece de 1 a 25 de junho em centros culturais de várias localidades.

Considerado o maior festival de cultura africana contemporânea do Brasil, o evento reúne representantes de países como Quênia, Nigéria, Uganda, Zimbábue, Egito, África do Sul, Gana, Moçambique e Angola, que desembarcam em terras tupiniquins para uma verdadeira troca de experiências e reflexões com artistas afro-brasileiros e com o público.

desenho

A programação conta com palestras, debates, seis exposições, mostra de cinema contemporâneo, feira de empreendedorismo negro, música, apresentações de dança, performances, espetáculos teatrais e muito mais.

A mostra busca proporcionar uma reflexão sobre a importância e a presença da África na formação de nosso país, desconstruindo estereótipos e descentralizando a cultura para que todos possam descobrir a totalidade e a potencialidade africana existente não apenas no continente, mas ao redor do mundo.

africa

Diante desse panorama, é construída uma narrativa artística de acesso à informação através da cultura e de todas as suas expressões, em um verdadeiro intercâmbio que tem o potencial de mudar vidas.

O evento ocorre na Galeria Olido, Centro Cultural de Formação Cidade Tiradentes, Centro Cultural da Penha, Centro Cultural da Juventude e Centro de Pesquisa eFormação do SESC-SP.

Festival Afraka