6a00d83451b18a69e2019101bad77c970cEnquanto em Pernambuco quem pedala até o trabalho ganha dias de folga, em São Paulo quem opta por esse meio de transporte pode, em breve, ganhar auxílio financeiro das empresas.

Tramita, na Câmara Municipal, o Programa Bike SP, que institui a medida. O projeto já foi aprovado em primeira instância e deve passar por segunda votação em julho, para depois ser submetido à sanção do prefeito Fernando Haddad.

Se aprovado, o Programa Bike SP oferecerá auxílio de R$ 50 para os paulistanos que pedalam até o trabalho, pelo menos, três vezes por semana. O valor será depositado no Cartão do Ciclista – uma espécie de vale-transporte do ciclista – e poderá ser usado para serviços de manutenção da bike, compra de peças e acessórios e até para adquirir uma nova bicicleta em longo-prazo.

Segundo o texto da medida, as empresas da capital de São Paulo não serão obrigadas a aderir ao Programa Bike SP, mas aquelas que o fizerem ganharão benefícios – como, por exemplo, dedução de até 20% no IPTU. Para isso, no entanto, elas precisarão ter pelo menos 30% do quadro de funcionários da empresa com Cartão do Ciclista – o que também incentiva as próprias companhias a promover iniciativas internas de estímulo ao uso da bicicleta como meio de transporte diário.

Ah! E todas as empresas participantes do programa também deverão oferecer vestiário com chuveirosestacionamento para bikes aos seus funcionários.

Curtiu a iniciativa? Assista abaixo ao seu idealizador, o vereador Police Neto, falando a respeito. Pedala, São Paulo!

Por Débora Spitzcovsky | The Greenest Post