Gabrielle Andersen, a atleta mais famosa da história olímpica

Com a cabeça prestes a desabar, coberta pelo boné branco encharcado de suor, os braços descontrolados e soltos no ar, pernas bambas, corpo inclinado como um veleiro num vendaval, ela chegou cambaleando a poucos metros da linha de chegada da maratona de 1984. Não ganhou medalha nem ficou sequer perto do pódio, mas entrou para a história das Olimpíadas numa das cenas mais marcantes de todos os tempos.

Leia Mais